Transforme Valorize

Maratona Fibro Edema Gilóide – Ultrassom

Maratona Fibro Edema Gelóide, DGMEm continuidade ao assunto que estamos abordando na Maratona Fibro Edema Gilóide, desta vez vamos falar sobre um tipo de corrente muito utilizada nos tratamentos para promover a harmonia corporal, o Ultrassom. Quando o ultrassom penetra no corpo, pode exercer um efeito sobre as células e tecidos mediante dois mecanismos físicos: térmico e atérmico.

As ondas ultrassônicas ao penetrarem no tecido provocam uma vibração a nível celular (micromassagem), acelerando a velocidade de difusão de íons através da membrana celular. Com isto, tem-se um aumento da permeabilidade da membrana, e uma aceleração dos processos osmóticos. O potencial da membrana é alterado produzindo a sua despolarização.

Com relação aos efeitos atérmicos, existem muitas situações em que o ultrassom produz bioefeitos, mas que apesar disso não há envolvimento de uma temperatura significativa.

A vibração celular e de suas partículas provocam um atrito entre elas, produzindo assim o efeito térmico. Esse efeito é decorrente da absorção das ondas ultrassônicas pelo tecido, transformando-se em calor. No ultrassom com feixe contínuo prevalece o efeito térmico, não ocorrendo o mesmo com o feixe ultrassônico pulsátil.

Em geral, o ultrassom age como um catalisador nas reações químicas, acelerando as trocas químicas, exercendo grande influência no poder de catálise das enzimas e foto-reações.

No ponto de vista biológico, as mudanças biológicas decorrentes dos efeitos não térmicos do ultrassom terapêutico seriam o aumento da permeabilidade das membranas e difusão celular, aumento do transporte dos íons de cálcio através das membranas das células, degranulação de mastócitos, liberação de histaminas e agentes quimiotáxicos, aumento da síntese de colágeno, aumento da elasticidade do colágeno, aumento da taxa de sínteses de proteínas, diminuição da atividade elétrica dos tecidos, aumento da atividade enzimática nas células, promoção da oscilação dos tecidos, do movimento dos fluídos e da circulação nos vasos sanguíneos expostos a ondas estáveis.

Com relação aos efeitos térmicos, o aumento da taxa metabólica dos tecidos, promoção de mudanças vasculares concomitantes, aumento da extensibilidade do colágeno, aumento das propriedades viscoelásticas dos tecidos conjuntivos, diminuição da sensibilidade dos elementos neurais, diminuição de espasmos musculares, aumento da taxa de atividade enzimática.

A Fonoforese ou sonoforese é um termo que descreve a habilidade do ultrassom em incrementar a penetração de agentes farmacológicos ativos através da pele. Trata-se de uma eficiente alternativa de transporte de substâncias além da utilização medicamentosa via oral, ou injeções intradérmicas.

Há várias evidências de que o ultrassom possa promover a penetração de substâncias químicas, uma vez que o feixe ultrassônico é capaz de alterar os potenciais de membrana. A cavitação ultrassônica é tida como responsável pela permeabilização de células e tecidos de interesse para aplicações farmacêuticas. O aumento da permeabilidade de membrana promovida pelo ultrassom é o fator que torna possível a maior penetração de fármacos no organismo.

Conheça o nosso aparelho com Ultrassom Sonocav
Marattona Fibro Edema Gelóide, Sonocav - DGM
INDICAÇÕES
As indicações do ultrassom são amplas. Entre elas pode-se citar traumatismos do tecido ósseo, de articulações e músculos como anomalias pós-traumáticas, distensões, luxações e fraturas, contraturas, espasmos musculares, neuroma, distúrbios do sistema nervoso simpático, pontos gatilhos, transtornos circulatórios, em condições inflamatórias agudas e crônicas, em reparo de lesões, no Fibro Edema Gilóide, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>