Transforme Valorize

Ultrassom no Pós-Lipoaspiração

Utrassom, Dgm EletrônicaO Ultrassom refere-se às vibrações mecânicas que são essencialmente as mesmas ondas sonoras, mas com frequência mais alta. Essas ondas se situam fora do alcance da audição humana, e, portanto, podem ser também chamadas de ultravibração. As ondas sonoras são uma série de compressões e rarefaçõe mecânicas na direção do trajeto das ondas longitudinais que podem ocorrer em sólidos, líquidos e gases (LOW, 2011).

O ultrassom terapêutico na frequência de 3MHz, é bastante usado na fase inflamatória para reabsorção de hematomas, diminuindo as chances de formações fibróticas e ainda melhoram a nutrição celular, reduzindo o edema e a dor, consequências da melhora na circulação sanguínea e linfática. A drenagem linfática manual atua no deslocamento de proteínas extravasadas para serem reabsorvidas, equilibrando as pressões hidrostáticas e tissulares, diminuindo o edema e pode ser iniciada após 48 horas de ocorrido a cirurgia.

DLM e ULTRASSOM

A drenagem linfática manual e a utilização do ultra-som de 3 MHz na forma pulsada mostraram-se eficazes no pós-operatório de lipoaspiração associada. Camargo (2012) relata que segundo um estudo que foi descritivo do tipo relato em série de casos, com abordagem quantitativa, realizado no consultório Médico do Dr. Leandro Luiz Toledo em Apucarana – Paraná. A amostra foi composta por cinco mulheres. Todas as participantes da pesquisa foram atendidas sob um protocolo de tratamento que continha a realização da drenagem linfática manual, e a utilização do aparelho de ultra-som de 3MHz no modo pulsado.

Segundo Camargo (2012) foi obtido bons resultados, trazendo benefícios como a redução de edemas, de hematomas, fibrose e melhor cicatrização e redução da dor, podendo então ser adotado como um protocolo seguro de tratamento. Nota-se neste trabalho que a atuação do esteticista proporciona uma grande importância no pós-operatório, e o tratamento do paciente de imediato após a cirurgia de lipoaspiração.

O uso da Drenagem Linfática Manual e o Ultra-som em conjunto é um recurso eficaz, pois esta associação é considerada pelo técnico em estética, como uma grande aliada na recuperação do paciente no pós-cirúrgico de lipoaspiração, obtendo-se diminuição considerável em complicações e também restabelecendo o sistema linfático.

Fica notória a importância do cirurgião plástico em parceria com o técnico em estética, através de suas manobras drenantes com o uso do ultra-som no pós-operatório. Através deste trabalho a importância e a necessidade da atuação da esteticista nos pós-operatório em cirurgia plástica, realizando um tratamento correto e obtendo resultado na cirurgia satisfatório e ajudando a evitar maiores complicações, ou até mesmo tratar futuras complicações que possam surgir.

A DGM Eletrônica dispões do recurso das ondas de Ultrassom em seus equipamentos:

THOOR – Ultracavitação e ultrassom de potência.
Sempre priorizando a segurança, a DGM Eletrônica inovou mais uma vez em equipamentos, lançando o Thoor. Este aparelho, voltado para a ultracavitação, tem características técnicas que proporcionam melhor performance e muito mais segurança na utilização.

O Sonocav é um equipamento de ultrassom e ultracavitação totalmente digital e microprocessado, com 20 watts de potência. Totalmente indicado para área de estética, é ideal para realizar procedimentos de tratamentos da celulite, gorduras localizadas, no pré e pós-cirúrgico de lipoaspiração, hidrolipoclasia e fonoforese. Também possui frequências de 1 e 3 Mhz, com feixe colimado que atinge seletivamente – e de forma segura – o tecido subdérmico.

Fonte
Revista Personatilé

2 comentários sobre “Ultrassom no Pós-Lipoaspiração

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>